Sobre: Rio de Janeiro

Oi Thatá,

Tudo bem??

Em alguns dias estarei em São Paulo, dessa vez prometo que estou bem feliz com isso!! Estava aqui relendo umas coisas e vi sua carta sobre um dos meus lugares preferidos no mundo, o Rio de Janeiro.

É realmente uma pena, mas acabo de me tocar que pela primeira vez nos últimos 5 anos eu não estive por lá no decorrer do ano, quem diria né? Bom, mas esse é de fato um ano atípico na minha vida, sabemos…

Enfim, o que eu vim aqui falar é sobre os lugares imperdíveis a noite, muitos dos quais já fui com você, outros não, então lá vai:

1. Lapa

LAPA 2

Lapa. Fonte: Acervo Pessoal.

 

LAPA

Lapa. Fonte: Acervo Pessoal.

Bom, aqui é um dos lugares onde eu mais me sinto no Rio de Janeiro, pois tem e tudo… Desde a bateria com sambistas na rua aos lugares mais requintados. Eu curto bastante essa história de lugares com os quais não tem como errar sabe? Aqueles que com certeza vão agradar a qualquer um… Foi aqui que passamos várias noites muito boas das nossas vidas e sem dúvida é um dos espaços mais especiais pra mim.

E é perigoso? Já ouvi muito essa pergunta sobre a Lapa e acho que uma resposta apropriada seria que é tão perigoso quanto qualquer outro lugar.

Nós em particular nunca tivemos nenhum problema por alí.

2. Escadaria Selarón

Pode parecer que é o mesmo lugar que a Lapa, mas não. É aquela famosa escada que ninguém nunca acha, aquela que o U2 usou no clipe de “Walk on” , e o Snoop Dogg + Pharell, em “Beautiful”

ESCADARIA SELARON

Escadaria Selarón. Fonte: Acervo Pessoal.

Estando pela Lapa você vai a pé para a Escadaria, mas geograficamente ela fica no Bairro de Santa Teresa. Aqui eu não indicaria pra qualquer um, é mais para as pessoas que querem tem uma experiência diferente, lembrando que de dia é um lugar turístico, mas a noite é só festa (nos finais de semana)…

Na Rua da Escadaria vai ter varias barraquinhas de bebidas e uma galera tocando Reggae. Em geral o pessoal vai pra lá e fica sentado conversando, bebendo, tentando subir a escada inteira (não faça isso de madrugada depois de beber um pouco, ok? eu já tentei mais de uma vez e nunca tive pique pra subir mais que a metade)… Vez ou outra tem algum artista de rua tocando algo por alí também.

Pra mim é outro dos lugares aonde me sinto em casa, no Brasil, no Rio… Alí tem gente de todo o tipo e o ambiente tem uma atmosfera boa sabe? Bom… Pelo menos pra mim tem…

Sobre ser perigoso? Repito o que coloquei no ítem 1.

3. Circo Voador 

Também alí pela Lapa, o Circo Voador é sem dúvida um lugar que praticamente me faz chorar de emoção por dentro quando eu vou ou quando passo na frente… Não sei porque, mas acho que saber que foi alí que muitos artistas de sucesso deram seus primeiros passos é algo que me impressiona, que torna esse espaço um lugar culturalmente importante pra mim… Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Engenheiros do Hawaii, são todos nomes que marcaram a história do Circo Voador…

Não abre todos os dias, precisa ter algo acontecendo e é importante comprar ingresso com antecedência, pra consultar a programação, é só clicar aqui.

Circo Voador. Fonte: Apontador.com.br

Circo Voador. Fonte: Apontador.com.br

 4. Passeio Noturno de Pedalinho na Lagoa Rodrigo de Freitas    

Essa aqui foi uma coisa que eu fiz sozinha uma vez, não é necessariamente um programa noturno que parece com algo que eu faria né? Mas as vezes é bom fazer algo tranquilo, pensar na vida e curtir um visual bacana. Nesse caso, é bem bonito pedalar e olhar as luzes da cidade… É algo diferente pra quem gosta de coisas mais suaves, fora que dá super pra fazer esse programa e ainda sair depois pela noite carioca…

Pedalinho na Lagoa Rodrigo de Freitas. Fonte: oglobo.globo.com

Pedalinho na Lagoa Rodrigo de Freitas. Fonte: oglobo.com

5. Quadra da Portela 

Claro que eu não ia deixar de fora da minha listinha um belo sambão, daqueles que você sai com o ouvido zumbindo de tanto barulho…

Se tiverem a oportunidade, é sempre gostoso esse programa, principalmente se estiver com alguém que nunca foi ao Rio ou com alguém de fora do Brasil, o pessoal em geral gosta muito.

A quadra da Portela é uma das mais legais… Do meio pro fim do ano e nos meses que antecedem o Carnaval acontecem até mesmo festas conjuntas, o que significa que a bendita “rixa” carnavalesca é esquecida e escolas como a Mangueira,  Mocidade e Império se juntam…

Quadra da Portela. Fonte: oglobo.globo.com

Quadra da Portela. Fonte: oglobo.globo.com

 

A quadra da Portela fica em Madureira, que não é tão perto assim para quem está visitando o Rio de Janeiro, e digo isso pois normalmente as pessoas se hospedam na região do centro/zona sul, se não me engano dá aproximadamente uns 45 reais de taxi da Zona Sul até Madureira, mas prometo que vale a pena…

Arlindo Cruz pode falar melhor que eu sobre a energia do lugar:

“O meu lugar,
é cercado de luta e suor,
esperança num mundo melhor,
e cerveja pra comemorar.

O meu lugar,
tem seus mitos e seres de luz,
é bem perto de Oswaldo Cruz,
Cascadura, Vaz Lobo, Irajá.

O meu lugar,
é sorriso é paz e prazer,
o seu nome é doce dizer,
Madureira, lá, laiá.
Madureira, lá, laiá.”

6. Barra Music 

Eu não sabia direito se eu colocava esse lugar aqui ou não, mas resolvi que sim. O Barra Music é uma casa de show enorme, enorme mesmo, que aos finais de semana lota de gente, principalmente pelo custo interessante da entrada e das bebidas no local…

É na Barra da Tijuca, também não muito perto pra quem fica no centro/zona sul, mas se quiser algo diferente e engraçado pra noite, acho que vale a pena ir pra lá sim…

Eu não sei vocês mas eu geralmente gosto de ver as coisas como elas são e lá no Barra Music tinha a galera dançando funk mesmo (daquelas pessoas que dançam tanto que você fica sem nem querer se mexer pra não passar vergonha), tinha gente de tudo quanto é jeito, tinha a galera animada, sabe?

Bem diferente do perfil de “balada” que se encontra pelas zonas turísticas, e eu realmente gosto dessas coisas que tem a cara do lugar, e alí eu sentí de fato aquele negócio de “é, estou no Rio!”.

Barra Music. Fonte: Acervo pessoal

Barra Music. Fonte: Acervo pessoal

Só deixo a ressalva de que se você não gosta de muita gente junta não vá, pois é sim bem cheio e não tem como sair pra dar uma “respirada”, nem área de fumante tem no lugar, então é importante ir com o psicológico preparado…

Foi um pouco complicado escolher só 6 lugares Thatá… Imagino que pra você escolher pra sua carta também tenha sido.

Espero que o próximo ano seja um ano mais Carioca para todas nós.

Saudade e até a semana que vem.

Beijos,

Carol.

Escrito por Carolina

Carolina Casimiro, 23 anos, formada em Turismo pela ECA/USP. Pondera mil vezes antes de tomar qualquer decisão, exceto quando se trata de suas paixões; como viagens, ou qualquer experiência nova que lhe desafie. Se apaixona perdidamente todos os dias por novos lugares e ama uma boa conversa. É Paulistana mas já quis ser Carioca, Brasiliense ou até mesmo ficar no meio da floresta. Agora decidiu ser Mineira, recém chegada em Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *