Sobre: Experiências de bordo

Hey,

Tínhamos que te escrever uma carta antes de partir né? Todos nós odiamos despedidas (ou pelo menos é o que nos parece), mas mesmo assim não podíamos ir embora sem antes te escrever algumas coisas…

Sabe que nesses últimos meses uma das palavras que mais escutamos foi “coragem”? Toda vez que saímos para fazer uma viagem sozinha ou com as amigas, a escutamos bastante, mas dessa vez é diferente. Acho que na cabeça das pessoas essa situação é ainda pior que todas as viagens anteriores (na nossa, está melhor do que nunca!).

Sempre acreditamos que coragem não é o sentimento daquele que não tem medo, mas sim, daquele que mesmo com medo, o enfrenta e vai atrás do que quer. Se é nesse sentido que as pessoas tem se referido a nós, então sim, obrigada, temos muita coragem mesmo.

Mas no fundo a gente acha que corajosos mesmos são aqueles que conseguem ignorar o chamado da vida, sabe? Esse que te puxa pra viver, arriscar, viajar, fazer aquilo que se tem vontade antes que o tempo passe voando. Nós nos sentimos fracas. Não conseguimos nos imaginar dentro de um mesmo escritório por muito tempo, fazendo coisas que não nos agradam ou que não acrescentem nada a sociedade ao nosso redor para poder sobreviver.

Para nós viajar é ótimo, uma das melhores coisas da vida. Novos mundos, novas histórias, renovação.  E é isso que procuramos quando decidimos ir para Berlim, mas às vezes uma mudança não é nada fácil. Imaginamos tanto sobre o lugar, criamos histórias em nossas cabeças, nos questionamos o que irá acontecer, onde iremos parar com tudo isso, será que valerá a pena? Questões que só podem ser respondidas com a ida de fato.

Largamos trabalho, acabamos a faculdade e empacotamos todas nossas coisinhas para ir atrás do que queremos e do que acreditamos que vai nos fazer bem. Espero que um dia você (e todas aquelas pessoas corajosas dos escritórios) possa fazer o mesmo, a sensação é incrível! E olha que a viagem nem começou ainda…

Dar tchau para os amigos, família, cachorro, casa, zona de conforto. Nada, nada fácil, né? A grande ansiedade do que vem pela frente com a saudade e nostalgia do que fica. Mas como já dizia Ellen Johnson Sirleaf* “se o seus sonhos não te assustam, eles não são grandes o suficiente”, não é mesmo?

Então lá vamos nós. Dessa vez pro outro lado do Atlântico. Em busca do novo, do conhecimento, enfrentar os medos, conhecer gente. E claro, contar pra você tudo o que estivermos vivendo! Vamos lá, descobrir um novo mundo juntos.

Atenciosa(e ansiosa)mente,

Ana e Hérika

*Primeira mulher eleita chefe do estado de um pais africano e nobel da paz em 2011 

Escrito por Hérika

Hérika, 23 anos, formada em Turismo pela ECA/USP. Amante das artes, tem como sua grande paixão o circo, em especial o malabares, mundo que entrou no final de 2012. Passou dois meses na Colômbia ensinando português e seis na Alemanha aprendendo alemão. Aprecia uma roda de samba, uma noite na praia e um bom violão. Atualmente mora em São Paulo, cidade em que nasceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *